11 de dez de 2010

Poema da noite

A lua brilha
tão distante
que mora
nos meus olhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário