4 de dez de 2010

Navegar

Jogar-se ao mar,
mergulhar no abissal,
ancorar no teu peito.

Navegar...

a procura do cais
dos teus braços.
Eu, barco à deriva,

navego...

sem bússola
e cartas de marear,
por ti, eu, nau perdida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário